terça-feira, 8 de outubro de 2013

Capitulo 3

Dentro de mim algo berrava para mim que eu estava sendo tola e boba por estar morrendo de medo daquelas pessoas lá fora que me fizeram sentir como uma pessoa á parte da sociedade comum, eu sabia que eu não deveria de ter medo de quem estava se aproximando de mim lentamente parando uma vez e outra concerteza me procurand pelos longos corredores da biblioteca da escola.
Os passos estava cada vez mais altos fazendo meu corpo se arrepiar pela ansiedade e desespero que aos poucos ia tomando conta de cada particula nervosa do meu corpo, me fazendo suar levemente de medo.

Fechei os meus olhos fortemente quando senti uma presença do meu lado esquerdo, fazendo meu corpo se retesar esperando pela primeira ofensa ou critica sobre a minha fama. Neste caso fama da minha mãe e do meu pai.

Ouvi um pequeno suspiro irritado e logo de seguida alguém me abraçou de lado. Eu senti novamente aquele perfume tipico masculino, os musculos fortes que haviam me protegido mais cedo e o toque quente me minhas costas produziando leves tremores de existação por todo o meu corpo.

Abri lentamente os meus olhos enquanto olhava para cima me deparando novamente com ele, Zac estava ali me olhando e passando os dedos pelas minhas bochechas enquanto limpava qualquer tipo de resido de lágrimas que ainda podessem existir.

- Desculpa se pensei mal de você no momento em que eu te salvei das suas mini fãs. – Ele sussurou somente para mim ouvir fazendo todo o meu corpo se arrepiar perante aquele tom rouco e sedutor que ele usava.

Balancei lentamente a minha cabeça expulsando rápidamente aquelas sensações estranhas que ele fazia meu corpo sentir enquanto a minha mente se focava somente no tom baixo e sedutor que o timber da sua voz produzia. Aos poucos uma melodia suave encheu os meus ouvidos enquanto a letra da musica se formou em minha mente me fazendo sorrir fechando os olhos apreciando a suavidade do timber que a musica poderia produzir.

- Está tudo bem Zac não se preocupe mais com isso. – Respondi enquanto me focava novamente na realidade deixando a melodia para mais tarde quando estivesse na minha sala de piano. Eu precisava de escrever essa musica!

- Porque que veio para aqui se esconder? – Ele perguntou usando agora um tom mais brando e divertido enquanto puxava meu corpo para junto do seu me fazendo novamente extremecer pelo contacto quente da sua pele.

- Eu não sei ao certo. Num momento eu estava correndo e no outro eu estava aqui encolhida num canto tentando não chamar a atenção de ninguém á minha volta para poder pensar em como iria me apresentar a toda esta gente. – Sussurei suavemente uma resposta enquanto aconchegava o meu corpo contra o seu peito forte o fazendo suspirar e me abraçar ainda mais apertado não deixando margem para movimento ou escapatória possivel.

Mas quem disse que eu queria escapar?

- Sabe eu acho que você não deveria de ouvir o que elas dizem. Megan é filha de um ator tão conceituado como o seu por isso que ela se acha tao importante quanto você. – Ele sussurou de volta para mim enquanto seus dedos grossos erolavam meu cabelo enquanto uma das minhas mãos estava pousada sobre a outra mão dele fazendo desenhos sem sentido. – Ela sempre rebaixa qualquer e como nenhum deles reage ela continua fazendo como se fosse algo banal como gastar o dinheiro do papai dela. – Abafei a risada ironica que ia sair dos meus lábios após ouvir a sua afirmação e encostei minha cabeça contra o seu ombro largo olhando seu rosto bonito e bem desenhado.

Ele refletia claramente a juventude de seu pai, os mesmos traços, os mesmos olhos e o mesmo sorriso torto que fazia as suas milhares de fãs suspirarem e molharem a sua calcinha. Não me admirava nada que se o Zac decidesse vincar no mundo da fama ele teria o mesmo sucesso que seu pai devido ao sorriso cinico e sedutor que ele tinha.

- Eu não me importo com ela e sim com o que as pessoas de fora daqui vao pensar após virem eu brigando com uma aluna daqui da escola. Aqui dentro eu sou igual a todos eles, aqui eu não sou a Vanessa Hudgens filha de dois atores famosos que viraram empresários da industria musical e cinematográfica e sim a Vanessa Hudgens a aluna do 12º ano que quer terminar o ensino secundário e ir para uma faculdade. – Respondi sem existar olhando em seus olhos azuis para que ele podesse ver que tudo o que eu dizia era verdade sem nenhum pingo de mentira em minhas palavras.

Foi com prazer que assisti ao momento mais lindo do meu dia, o sorriso que ele abriu em sua boca foi perfeito e hipnotico enquanto seus olhos brilhavam para os meus em toda a sua gloria e orgulho.

Senti algo dentro de mim expludir fazendo meu rosto queimar de vergonha e meu coração acelarar de emoção. Era algo novo! Nunca antes sentido em toda a minha vida!

- Fico sinceramente orgulhoso em ser o primeiro dessa escola a conhecer a verdadeira e unica Vanessa Hudgens que ninguem quer ver. – Quando sua voz se fez ouvir meu coração pulou em contentamento quando ouvi em deleite suas palavras orgulhosas e verdadeiras.

Antes mesmo de pensar em qualquer coisa sai dos seus braços que me apertavam contra o seu corpo e me joguei contra o seu corpo colando todo o meu corpo no seu sentindo o calor que emenava dele juntamente com os choques deliciosos que nossos corpos davam ao se encontrarem.

Enterrei meu rosto em seu pescoço sentindo seu perfume enquanto ele nos levantava sem grande esforço me fazendo ficar de frente para ele e com as minhas pernas em volta da sua cintura como uma criança nos levando para fora da biblioteca.

- Para onde você vai?! – Perguntei me indireitando ainda no seu colo olhando seu rosto com confusão.
Porque que saimos de lá? Estava tão bom!

- Você não sabe mas numa escola é suposto ter aulas e como temos aulas temos que ir para a sala onde estaram os nossos colegas de turma junto com um professor que nos ensinará o que precisamos para não irmos mal numa prova. – Ele disse enquanto parava perto de uma porta grande com alguns detalhes em prata me colocando no chão. Fiz um bico quase inexistente e olhei para ele mostrando todo o meu desagrado da sua ironia.

- Eu sei o que se faz numa escola senhor sabe tudo! – Num ato infantil dei a lingua e entrei pela porta a dentro me assustando quando vi que todos os alunos me encaravam me deixando vermelha.

Antes que dizessem qualquer coisa me virei pra tras batendo de frente com o peito duro do Zac que me empedia de sair pela porta fora correndo.

Oh deus! Que vergonha!

**********************************************************
LALALLALALALALALAL MOMENTO AUTORA FALA PRA CARALHO!
Oie gente *---------------------*
Como estao esses sentimentos depois de mais um capitulo?
OWN nossa vanessa é timida *-*
Nosso Zac pediu desculpa depois de ter sido um CAVALO (eupode) com a Vanessa u.u
O que acham que vai acontecer no proximo capitulo? Uhum espero ideias ein!
A partir de agora nos encontramos todas as terças feiras aqui pra mais um capitulo!
Beijos e comentem muitooooooooooooooooo me deixando feliz e animada u.u
XOXO

5 comentários:

  1. aiw *-* o capitulo tá tão perfeitoooo
    o Zac e a Vanessa são tão fofos juntos...que cute,rsrs
    espero que o próximo capitulo seja tão fofo quanto esse...
    só fico triste em saber que terei de esperar tanto tempo pra ler o próximo :'(
    bjinhus amore,continue assim, você tem muito talento pra escrever =D

    ResponderEliminar
  2. Ountt amei o verdadeiro zac, que bom que ele se redimiu né....
    E a vany com vergonha é uma onda kkkk
    posta logo bjsss

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Sao mesmo fofos os dois juntos :)
    Cap muito bom
    Bjs

    ResponderEliminar